quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

POR VEZES TEMOS DIAS COM MAIS SAUDADE MÃE


Durante a nossa passagem pelo mundo
Coleccionamos inúmeras recordações
As quais são guardadas num baú enorme
Cuja tampa ficará aberta para as ilusões.

Este baú imaginário permanecerá aberto
Até que o tempo cerre a sua tampa pesada.
Mas antes que as recordações se percam
Deveríamos meditar sobre a vida passada.

Algumas recordações estarão intactas
Enquanto outras perderam a sua pureza.
Algumas fizeram-nos sorrir de felicidade
Mas outras provocaram lágrimas de tristeza.

Chegámos agora ao Inverno da nossa vida
E talvez o último dia nos alcance finalmente.
Se aceitarmos com gratidão o que já vivemos
As recordações poderão viver eternamente.


António de Aguiar

2 comentários:

Henrique Mário Soares disse...

Muito bonito.
boa semana
bjks,

Mary Fenix disse...

Muito lindo e bem verdadeiro, parabéns pela linda postagem, bjus fique com Deus...
Bjus Mary Fenix